Dia Internacional da Mulher

 A SRA. ADRIANA RAMALHO (PSDB) – Sra. presidente, nobres vereadores, telespectadores da TV Câmara São Paulo, todos que estão aqui na galeria, muito boa tarde.

É uma imensa satisfação falar hoje nesta tribuna para poder comemorar aqui o Dia Internacional da Mulher. E como bem falou a minha colega, vereadora Aline Cardoso, é um dia reflexão, pois ainda muito precisamos nos empenhar para lutar por políticas públicas, por espaço, por empoderamento, por direitos e assim avançar de fato e conseguir alcançar a igualdade e o respeito que tanto queremos.

Então, as colocações da minha amiga nobre vereadora Aline Cardoso, que tem desempenhado um fundamental papel na sociedade, também são minhas, porque juntas debatemos e defendemos a bandeira da mulher, e causa-nos preocupação de, em pleno anos de 2017, ainda haver uma cidade tão desigual em termos de serviços públicos, de atendimentos, de combate à violência. Ainda há muito que se fazer.

Porém, é com imensa satisfação que posso ver a esperança e o empenho das vereadoras desta Casa em defender os direitos das mulheres, defender todo o direito da sociedade para que a gente consiga impulsionar e voltar a ter uma cidade muito mais referência no nosso Brasil, como sempre foi.

Aproveito a oportunidade para agradecer a presença da Agência Estado, que desde quando conversei com eles, eles apresentaram o seu projeto eu sempre admirei e me coloquei à disposição para ajudar. Porque eu penso que não é apenas uma questão de dar nome as ruas, que é um dos papéis do Vereador, é uma previsão regimental, mas a preocupação delas em como fazer. Assim concordo com a vereadora Aline Cardoso, precisamos unir forças e pensar na sociedade na questão do impulsionamento de políticas públicas efetivas, mas quando pensamos no todo temos de ater nossa atenção nesse sentido também.

Então, pensar que vai acontecer a nomeação dessas ruas, que haverá indicação de nomes para futuras ruas, por que não trazer a atenção para as mulheres que fizeram a história em São Paulo e no Brasil?

Que a nossa luta seja em todos os sentidos e não apenas naquilo que julgamos mais importante. Que a gente possa defender o que é minoria e o que é maioria. Quando a Agência Estado me apresentou esse projeto, eu achei interessante de fato, pois se já temos aqui um projeto já sancionado pelo ex-Prefeito Fernando Haddad, de mudar o nome de algumas ruas que colocaram o nome de alguns ditadores inclusive, por que não, ao invés de substituir esses nomes por nomes de outros homens, indicar nomes de mulheres? Vamos indicar o nome das nossas mulheres. Nós temos o jornal, que eles nos apresentaram, com diversos nomes já indicados. Não importa se é Marília Pera, que foi uma artista, ou outros nomes de referência política como Ruth Cardoso, que essas mulheres sejam reconhecidas e homenageadas, seja em plenário, no Executivo ou Legislativo, nas ruas, em cerimonias e solenidades.

Por isso a Agência Estado está de parabéns. Aos integrantes da equipe Somos mais que 16%, que é a Anna Sant’Anna, Marilu Rodrigues, Lucas Succi, Lucas Saicali, Joanna Monteiro, Fábio Simões, Maria Cacaia, coloco meu gabinete à disposição e dizer que admiro projetos como esse. Realmente, apenas se ater a ruas não cabe mais ao vereador, temos de pensar de forma mais ampla, mas se é para unir e valorizar as nossas mulheres, e principalmente a história das mulheres que lutaram em diversas vertentes, assim precisamos unir forças e ajudar um projeto nobre como esse.

Parabéns a todas as mulheres. É muito bom ter carinho, receber flores, ter atenção, esse é um dia especial, mas é um dia de reflexão onde precisamos direcionar nossa atenção totalmente à discussão e ao debate do que precisamos fazer na prática para avançar. Chega de ser apenas discursos, chega de ser apenas encontros e seminários, que os seminários possam ir às ruas e possam realizar o seu papel e conseguirmos ter uma sociedade muito mais justa.

Parabéns a todas e muito obrigada.