Outubro Rosa começa com ações de prevenção ao câncer de mama em SP

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, deu início às ações do Outubro Rosa no domingo (1º/10), com evento na Casa das Rosas, e a presença da vereadora Adriana Ramalho (PSDB).

Durante todo o mês, que simboliza o combate e a prevenção ao câncer de mama, serão realizadas atividades como palestras, exames de mamografia e distribuição de uma cartilha com orientações de saúde para as mulheres.

Durante todo o mês, serão realizadas diversas atividades com o público feminino, como a realização de 900 exames de mamografia em vários pontos da cidade e a distribuição de uma cartilha com orientações de saúde. A programação pode ser acessada no site da Secretaria de Direitos Humanos.

O objetivo das ações é disseminar informações sobre a doença e incentivar a procura pelos exames médicos, além dos autoexames que podem levar à identificação precoce do câncer de mama.

Neste período, o Departamento de Iluminação Pública (ILUME) vai iluminar com a cor da campanha locais como o Edifício Matarazzo (sede da Prefeitura de São Paulo), o Viaduto do Chá, as pontes Estaiada e das Bandeiras, além do Monumento às Bandeiras e a Biblioteca Mário de Andrade. Também serão iluminados os hospitais Carmen Prudente, Servidor Municipal, Alípio Correa Neto, Fernando Mauro Pires da Rocha, Carmino Caricchio, Arthur Ribeiro de Saboya e Menino Jesus.

Outubro Rosa

A campanha Outubro Rosa tenta combater o câncer de mama e conscientizar a sociedade sobre a doença que mais mata mulheres em todo o mundo. A campanha mundial nasceu em 1990, com a realização da primeira Corrida pela Cura, em Nova Iorque. Mas somente em 1997 foram elaboradas iniciativas voltadas à prevenção. No Brasil, a primeira ação pública foi realizada em 2002 em São Paulo, quando o monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como “Obelisco do Ibirapuera”) foi iluminado na cor rosa pela primeira vez, durante todo o mês de outubro.

 

Com texto e foto da SECOM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *