Invasão do Centro de Cidadania LGBT

 Sr. Presidente, nesse último fim de semana, o Centro de Cidadania LGBT Luiz Carlos Ruas, na região central, foi alvo de um ataque inadmissível.

Vândalos invadiram o local, furtaram objetos, destruíram documentos e móveis, cortaram cabos, urinaram e defecaram no espaço, além de deixarem as torneiras abertas com o intuito de alagar a casa.

Desde a sua inauguração, na gestão do Prefeito José Serra, o local é um importante equipamento de atendimento à população LGBT em situação de vulnerabilidade social, oferecendo apoio psicológico, jurídico e de assistência social.

É um dos tantos equipamentos públicos, na cidade de São Paulo, que funcionam sob a visão de que o Estado deve oferecer apoio às populações vulneráveis que, pela discriminação, são carentes de acesso à cidadania.

Foi essa visão que foi atacada, como bem colocado pela nota divulgada pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos:

“Nenhum objeto levado causou mais dor, tristeza e consternação do que a agressão ao nosso trabalho e tudo que ele representa. Mais do que equipamentos públicos da administração municipal, os Centros de Cidadania representam um valor e uma postura diante do mundo, a fim de combater todas as violências diariamente enfrentadas pela população LGBT.”

O inquérito para apuração desse caso já foi aberto pela Polícia Civil, e nós vamos acompanhar seu andamento. É de suma importância que os responsáveis por esse ataque sejam identificados e levados à Justiça, para que fique claro que a cidade de São Paulo não aceita esses atos de intolerância.

Por isso, quero deixar registrado nosso repúdio a esse ataque e a solidariedade aos profissionais e pessoas atendidas pelo Centro de Cidadania LGBT.

Todos e todas têm direito à vida, à cidadania e merecem respeito!

É um absurdo o que aconteceu nesse final de semana.

Obrigada, Sr. Presidente.