Veja a programação da Semana de Conscientização e Prevenção da Alienação Parental

De 22 a 27 de abril vai acontecer em São Paulo a primeira edição da Semana de Conscientização e Prevenção da Alienação Parental, instituída pela lei municipal 17.016 de 2018, de autoria da vereadora Adriana Ramalho. Confira a programação completa!

O projeto, aprovado no ano passado, foi uma ideia da Dra. Katia Boulos, que foi presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB São Paulo por dois mandatos e é diretora nacional de relações institucionais da Associação de Direito de Família e Sucessões.

Esses eventos têm o objetivo de informar, aumentar a consciência e promover o debate sobre a alienação parental. A Semana terá uma programação com pessoas que atuam nesse tema e que vai alcançar diferentes regiões da cidade, para democratizar o acesso a esse debate tão importante.
Serão palestras e rodas de conversa para promover trocas de experiências entre poder público, sociedade civil, instituições de ensino superior, ONGs, profissionais nas áreas de Direito, Psicologia, Pedagogia, Serviço Social e áreas afins.

A alienação parental é um dos temas mais delicados tratados pelo direito de família, considerando os efeitos psicológicos e emocionais que a prática desses atos pode provocar nas relações entre crianças e adolescentes e seus pais, avós e familiares. É toda interferência na formação psicológica da criança ou adolescente promovida por um dos genitores para que se afaste do outro genitor.

Pode se dar de diferentes maneiras, como proibir que o pai ou mãe veja a criança, fazer chantagens, manipular, influenciar a criança ou adolescente contra o pai/mãe e familiares, dificultar visitas, omitir informações sobre os filhos, apresentar falsas denúncias para dificultar a convivência, entre outras atitudes que prejudicam ou impedem a relação do filho com um dos genitores e familiares.

As consequências desses atos podem marcar aquela criança ou adolescente pelo resto da vida. Envolvem culpa, ansiedade, depressão infantil, agressividade, e quando adultas, as vítimas de alienação parental apresentam distúrbios psicológicos como depressão, ansiedade e pânico, uso abusivo de drogas e álcool, não conseguir estabelecer relacionamentos afetivos saudáveis, entre outros.

É impossível saber ao certo o número de crianças e adolescentes vítimas de alienação parental, já que os processos correm em segredo de Justiça. Mas segundo o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, o número de processos por alienação parental chegou a 2.365 em 2017, um aumento de 5,5% em relação a 2016.

Promover o debate e a troca de experiências para conscientizar a sociedade e qualificar os profissionais que lidam com esses casos é uma forma de proteger nossas crianças e adolescentes. E esse é o objetivo da Semana de Conscientização e Prevenção da Alienação Parental.

Veja a programação completa

22/04 Segunda-feira 18h – Abertura

Câmara Municipal de São Paulo – Plenário Prestes Maia

Endereço: Viaduto Jacareí, 100 – Bela Vista

Palestrantes:

Dr. Eduardo de Oliveira Leite – Coordenador Estadual da ADFAS (Associação de Direito de Família e Sucessões) do Paraná- Tema: Alienação Parental: Desafios e Perspectivas

Dra. Veronica de Aparecida da Matta – Diretora Nacional de Relações Interdisciplinares da ADFAS (Associação de Direito de Família e Sucessões)

Inspetora Elza Paulina de Souza – Comandante Geral da Guarda Civil Metropolitano

Regis de Oliveira – Autor da Lei de Alienação Parental nº 12.318/10

Dr. Roberto Senise Lisboa – Coordenador do Curso de Mestrado em Direito da FMU

Facilitadoras:
Adriana Ramalho – Vereadora e Autora da Lei Municipal n.º 17.016

Dra. Kátia Boulos – Diretora Nacional de Relações Institucionais ADFAS
23/04 Terça-feira 14h

Centro de Cidadania da Mulher (CCM) Santo Amaro

Endereço: Praça Salim Farah Maluf, s/n

Roda de Conversa

Facilitadoras:

Adriana Ramalho – Vereadora e Autora da Lei Municipal n.º 17.016

Dra. Kátia Boulos – Diretora Nacional de Relações Institucionais ADFAS
24/04 Quarta-feira 9h

Subprefeitura da Vila Maria/Vila Guilherme

Endereço: Rua General Mendes, 111 – Vila Maria Alta

Roda de Conversa

Mediadora:
Luciana Capello –

Facilitadoras:
Adriana Ramalho – Vereadora e Autora da Lei Municipal n.º 17.016

Dra. Kátia Boulos – Diretora Nacional de Relações Institucionais ADFAS

 

25/04 Quinta-feira 9h

Casa Metropolitana do Direito (FMU Unidade da Liberdade)

Endereço: Av. da Liberdade, 749 – Liberdade

Evento Acadêmico Transcisciplinar

 

Dr. Roberto Senise Lisboa – Coordenador do Curso de Mestrado em Direito da FMU

Dra. Ivelise Fonseca – Coordenadora do Curso de Graduação em Direito

Profa. Ms. Lucienne Dalla Bernardina – Coordenadora de Pós-Graduação Saúde da FMU

Facilitadoras:
Adriana Ramalho – Vereadora e Autora da Lei Municipal n.º 17.016
Dra. Kátia Boulos – Diretora Nacional de Relações Institucionais ADFAS

26/04 Sexta-feira 16h

Casa de Cultura do Butantã

Endereço: Av. Junta Mizumoto, 13 – Jardim Peri Peri

Roda de Conversa

Mediadora:
Dra. Gabriela Andrade

Facilitadoras:
Adriana Ramalho – Vereadora e Autora da Lei Municipal n.º 17.016
Dra. Kátia Boulos – Diretora Nacional de Relações Institucionais ADFAS
27/04 Sábado 9h – Encerramento

Câmara Municipal de São Paulo

Endereço: Viaduto Jacareí, 100

Palestrantes
Dra. Kátia Boulos – Diretora Nacional de Relações Institucionais ADFAS

Dra. Veronica de Aparecida da Matta – Diretora Nacional de Relações Interdisciplinares da ADFAS

Facilitadora:

Adriana Ramalho – Vereadora e Autora da Lei Municipal n.º 17.016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *